top of page

O Brasil e o comércio internacional de serviços

Atualizado: 17 de fev. de 2023

Ao falar-se sobre exportações e importações na mente da maioria das pessoas pode vir, primeiramente, a imagem de um navio carregado de contêineres ou até mesmo as imagens de plantações de soja imensas e seus maquinários. Entretanto, o comércio internacional não se resume apenas a exportação de produtos. Um grupo, que é pouco visível a olhos nus - no sentido material, de ver a troca comercial acontecendo - e que tem um peso importante em nossa balança de pagamentos, merece uma maior atenção de análise: os serviços.


Fazendo uma rápida busca na internet, serviços serão significados como produtos humanos que servem para satisfazer uma necessidade específica, mas nem sempre tomam a forma material. A fim de facilitar essa compreensão, cabe aqui recorrermos ao exemplos de serviços. Eles são os mais variados e vão desde prestar consultorias administrativas até mesmo gerenciar operações de transportes em outro país. O ponto-chave é que aquele trabalho está sendo internacionalizado e o retorno financeiro será creditado na balança de pagamentos do país de origem do trabalhador ou da empresa. Além do mais, os serviços possuem características próprias que os distinguem dos produtos: inseparabilidade, intangibilidade, perecibilidade e variabilidade.


Partindo ao detalhamento, a inseparabilidade diz respeito ao consumo do serviço enquanto ele esteja sendo produzido. Por exemplo, ao transportar passageiros, uma companhia aérea está ofertando o serviço - a realização do voo - ao mesmo tempo em que os consumidores estão usufruindo dele. A segunda característica, a intangibilidade diz respeito ao fato dos serviços não serem materiais, não poderem ser sentidos pelo tato. Quanto à perecibilidade, essa característica decorre em muito das duas primeiras. Afinal, ao passo em que os produtos são produzidos e consumidos simultaneamente e, além do mais, podem ser imateriais, eles não podem ser estocados para consumo posterior. Por fim, a variabilidade refere-se ao fato de que o serviço a ser produzido e consumido pode variar conforme as vontades do cliente e as limitações do prestador.


Como supracitado, os serviços vêm representando uma parcela expressiva dentro da nossa balança de pagamentos. Para se ter uma ideia, alguns serviços somam a casa dos bilhões de dólares em nossas exportações, destacando-se entre eles serviços de resseguros (mais de US$ 3 bilhões), serviços financeiros (mais de US$ 2 bilhões), serviços de transporte (US$ 1,4 bilhão) e suporte tecnológico (aproximadamente US$ 1 bilhão). Já quanto às importações, destacam-se locações de transportes (quase US$ 7 bilhões), locações de maquinário (cerca de US$ 6,7 bilhões), compra de patentes (aproximadamente US$ 2 bilhões) e serviços de transporte aquaviário (US$ 1,3 bilhão). Todos esses dados foram disponibilizados pelo Ministério da Economia do Brasil e referem-se ao ano de 2018.


No que se refere aos países, a fim de deixar mais evidente como o Brasil está inserido no comércio internacional de serviços, nós temos algumas diferenças entre os que mais compramos e para os quais mais vendemos. Em relação à exportação, no ano de 2018, nós vendemos mais para os Estados Unidos (cerca de US$ 8,7 bilhões), Colômbia (mais de US$ 4,8 bilhões) e Países Baixos/Holanda (quase US$ 1,4 bilhão). Já no que diz respeito à importação, nós contratamos mais serviços dos Países Baixos/Holanda (cerca de US$ 12,8 bilhões), Estados Unidos (US$ 12,5 bilhões) e Reino Unido (quase US$ 2,7 bilhões). Ao olhar para esses números e o detalhamento do parágrafo superior, uma coisa fica evidente: nós somos deficitários quando tratamos de serviços.

Os serviços podem ser classificados de acordo com o seu grau de inseparabilidade e também podem se dividir entre serviços baseados em contato, ativos, objetos e veículos. Acerca dos trabalhos de contato, esses são os que envolvem a internacionalização do conhecimento teórico e que não necessariamente implique na abertura de um escritório filial no exterior, tendo em vista que pode ser realizado através de um representante. Já os serviços ativos são semelhantes aos de contato em certo grau, pois ambos são inseparáveis. Ademais, nos ativos faz-se necessário o investimento de um capital financeiro para que a função do emprego seja concretizada, temos como exemplo os serviços hospitalares, hotéis, entre outros.


Tratando a respeito dos serviços baseados em objetos, cabe explicitar que eles também abarcam a internacionalização do conhecimento de um profissional. Entretanto, diferem dos serviços de contato pois são separáveis, ou seja, a produção e o consumo não acontecem simultaneamente. A exemplo disso estão os filmes, músicas, projetos de design e arquitetura, entre outros. Por fim, os trabalhos que envolvem veículos possuem o caráter de separabilidade e, além disso, exigem um grande investimento de capital para sustentar a internacionalização do serviço. Um exemplo evidente desse tipo de trabalho é a exportação e distribuição de energia, seja ela renovável ou não, para outros países e comunidades.


Para realizar a exportação de serviços, é necessário que o investidor pesquise a fundo e contate uma empresa que seja plenamente capacitada, com o propósito de mediar e facilitar esse processo. Entende-se também que, para a execução de tamanho projeto, é indispensável que haja o planejamento financeiro, burocrático e logístico. Trabalhamos com consultoria internacional e desejamos conectar mais empresas com o comércio exterior.


A Líderi Júnior disponibiliza soluções que te auxiliam a entender as oportunidades internacionais para o seu negócio, por meio de estudos de mercado, análise de conjuntura, logística, planejamento burocrático e prospecção internacional. O apoio de uma consultoria internacional é o diferencial para conseguir sucesso nesse processo, agende um diagnóstico gratuito com um de nossos consultores.



Nossa paixão é te levar mais longe!



Fontes: SEBRAE e Ministério da Economia do Brasil.

Por: Roberto Lucas e Sarah Conserva.



284 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page