top of page

Frutos do mar: mercado e tendências

Atualizado: 15 de fev. de 2023

por Darlon Gomes


Para entender melhor o mercado de Frutos do Mar é preciso, primeiramente, entender um pouco sobre a prática de consumo deste produto. Um estudo do Conselho Noruegês da Pesca mostrou que o hábito de consumo de frutos do mar vem mudando. Em primeiro lugar, é revelado que a diversificação dos canais de venda desses frutos do mar está mudando a forma de consumir o produto, principalmente a venda por meios online, fazendo com que comprar seja algo mais simples e eficaz. Segundo, os consumidores estão buscando cada vez mais transparência sobre o processo de extração e venda de frutos do mar, a fim de buscar produtos mais sustentáveis e, por consequência, mais saudáveis.


O mercado global de frutos do mar frescos, em 2021, representou US$ 228,3 bilhões. Segundo projeções, espera-se que o crescimento global se mantenha em média de 2,6% ao ano entre 2022 e 2028. Esse crescimento expressivo pode ser aproveitado por pequenas e médias empresas que tenham o interesse de investir no mercado de exportação.


No Brasil, o mercado de Frutos do Mar exportou, em 2021, US$ 367,7 milhões. Desse volume de exportações, 59,5% são somente para os Estados Unidos, representando US$ 218,9 milhões. Segundo a ApexBrasil, desde 2016 as vendas aos EUA vêm crescendo 17,2% ano em valor e 13,9% em volume, mais do que o percentual de exportações brasileiras para o resto do mundo. Esses dados mostram a importância dos EUA para o mercado de frutos do mar brasileiro e que investir na exportação para esse país tende a proporcionar um retorno significativo. O coordenador de negócios da ApexBrasil, Alberto Carlos Bicca, está confiante e afirmou que será possível alcançar US$ 1,5 bilhões de exportações de pescado brasileitro aos EUA no longo prazo.


O principal produto exportado pelo Brasil são as lagostas congeladas, em que somente para os Estados Unidos foi vendido US$ 72,6 milhões, representando 1,3 mil toneladas. Além de lagostas também são exportados peixes diversos frescos, pargos congelados e outros frutos do mar congelados.


É importante salientar que empresas nordestinas estão tendo muito sucesso nessa área, como a Allmare Alimentos (Ceará), Produmar (Rio Grande do Norte) entre outras. O nordeste brasileiro é riquíssimo na produção de pescados, tendo muitas empresas (de pequeno e médio porte) com um grande potencial de exportação.


Caso sua empresa tenha interesse em exportar frutos do mar:


A Líderi Júnior disponibiliza soluções que te auxiliam a entender as oportunidades internacionais para o seu negócio, por meio de estudos de mercado, análise de conjuntura, logística , planejamento burocrático e prospecção internacional. O apoio de uma consultoria internacional é o diferencial para conseguir sucesso nesse processo, agende um diagnóstico gratuito com um de nossos consultores.




Nossa paixão é te levar mais longe!




REFERÊNCIAS


APEXBRASIL. Maior feira de pescados da América do Norte pode alavancar US$ 1,5 bilhão em exportações brasileiras. Disponível em: https://apexbrasil.com.br/br/pt/conteudo/noticias/maior-feira-de-pescado-da-america-do-norte-pode-alavancar-bilhao-em-exportacoes-brasileiras.html;


‌GRAND VIEW RESEARCH. Fresh Fish Market Size & Share Report, 2022 - 2028. Disponível em: https://www.grandviewresearch.com/industry-analysis/fresh-fish-market-report;


SEAFOOD BRASIL. Relatório apresenta tendências sobre o consumo de frutos do mar. Disponível em: https://www.seafoodbrasil.com.br/relatorio-apresenta-tendencias-sobre-o-consumo-de-frutos-do-mar-.


38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page